.

.
A FORTALEZA DOS MÁRTIRES
O Sangue dos mártires é semente de novos cristãos!
Quinze imperadores romanos empregaram durante muitos anos todas as suas forças para exterminar a religião cristã. Sob o império de Diocleciano, que declarou a nona perseguição, foram trucidados, em um só mês, 17 mil cristãos, sem contar os milhares e milhares que foram desterrados.
Apesar de martirizarem a estes confessores de Cristo de toda a maneira imaginável, dilacerando-os com unhas de ferro, queimando-os em grelhas incandescentes, aplicando tochas ardentes a seus corpos, atormentando-os com outros horrores, o número dos que estavam prontos a morrer por sua fé não diminuía, antes crescia cada vez mais.
Agora pergunto: Se não fosse verdadeira essa fé professada pelos mártires e até hoje pela Santa Igreja, e se Deus não os tivesse assistido, como poderiam suportar aqueles horrendos tormentos e submeter-se a uma morte tão cruel? 
 Que mártires, porém, podem apresentar as seitas separadas da Igreja Católica?
Possuem elas talvez um São Sebastião que mesmo depois de ser flechado cruelmente e abandonado semi-morto ainda volta diante do imperador Romano para denunciar sua crueldade contra os cristãos sendo em seguida morto a pauladas e boladas de chumbo e o corpo jogado no esgoto de Roma.
Imaginemos a fortaleza destes luzeiros da fé, como por exemplo um S. Lourenço que, enquanto era assado na grelha, transbordava de alegria, oferecendo por gracejo ao tirano em pasto seus membros assados pelo fogo?
Pelo dom da Fortaleza, o Espírito Santo nos move de maneira tal que podemos superar todas as dificuldades, fugir de todos os perigos e ter no coração a força divina para superar e vencer as nossas fraqueza. Tudo posso naquele que me conforta...
Os mártires da Santa Igreja são esses exemplos vivos para os cristãos de hoje que apesar de viverem em meio as calúnias e perseguições mostram que a Igreja é eterna e nada poderá destruí-la!
A única coisa que o mundo nos ensina é a reclamar de tudo e de todos, e isto só nos enfraquece cada vez mais; isto nos desanima e nos força a “entregarmos os pontos” para o adversário.
 Mas qual o segredo da fortaleza dos Mártires? O que permitia que os mártires superassem as dificuldades, os sofrimentos, as provações? A resposta é simples: Eles eram homens e mulheres eucarísticos. Eles lavaram suas vestes no sangue do cordeiro!
Quem poderá separar-nos do amor de Cristo? A tribulação, a angústia, a perseguição, a fome, a nudez, o perigo ou a espada? Mas em tudo isto somos vencedores, graças Àquele que nos amou. (Rom 8, 35.37-39)
Feliz o homem que suporta a provação, porque depois de ter sido provado receberá a coroa da vida, que o Senhor prometeu àqueles que O temem. (Tg 1, 1)

Um comentário:

  1. belíssimo texto que mostra de forma grandiosa como é autêntica e verdadeira a única fé e a única Igreja que Nosso Senhor Jesus Cristo fundou! Parabéns!

    ResponderExcluir

DEIXE SEU COMENÁRIO OU ESCREVA PARA NÓS PELO E-MAIL:
apostolosdarosamistica@hotmail.com