CONFLITOS MUNDIAIS CONFIRMAM FÁTIMA
"As guerras na Líbia, Costa do Marfim, Iêmem, tsunamis e terremotos...são os castigos pelos pecados do mundo. Nossa Senhora já não pode suster o braço do seu amado Filho. É preciso fazer penitência".
A Mensagem de Fátima, e particularmente o Terceiro Segredo, revela o Grande Castigo pelo qual Deus punirá todo o mundo pelos crimes da humanidade pecadora, se as pessoas não se arrependerem e deixarem de O ofender. Em 13 de Outubro de 1917, em Fátima, momentos antes do grande Milagre do Sol, a Santíssima Virgem disse: "É preciso que se emendem, que peçam perdão dos seus pecados. Não ofendam mais a Deus Nosso Senhor, que já está muito ofendido."
Nossa Senhora avisou-nos das gravíssimas conseqüências de este aviso não ser atendido. A maior conseqüência e o supremo castigo para as almas que não se arrependerem é o eterno castigo do inferno. Foi para evitar a condenação eterna das almas redimidas pelo Sangue do Nosso Divino Salvador Jesus Cristo que a Sua Santíssima Mãe veio a Fátima. Assim explicou na aparição de 13 de Julho de 1917:
"Vistes o inferno, para onde vão as almas dos pobres pecadores. Para as salvar, Deus quer estabelecer no Mundo a devoção ao Meu Imaculado Coração. Se fizerem o que Eu vos disser, salvar-se-ão muitas almas e terão paz."
Nossa Senhora de Fátima disse à Beata Jacinta: "as guerras são castigos dos pecados do mundo." Foi revelado ao santo sacerdote Père Lamy que a Primeira Guerra Mundial era um castigo específico da "blasfêmia, da profanação do casamento e do trabalho no Domingo." Na aparição de 13 de Julho de 1917, Nossa Senhora anunciou: "A guerra vai acabar. Mas se não deixarem de ofender a Deus, no reinado de Pio XI começará outra pior."
Infelizmente, as pessoas não deixaram de ofender a Deus, e a guerra pior, a Segunda Guerra Mundial, foi desencadeada no papado de Pio XI.
A Segunda Guerra Mundial podia ter sido evitada se os pedidos de Nossa Senhora de Fátima tivessem sido atendidos. Ela já tinha prometido: "Se fizerem o que Eu vos disser, salvar-se-ão muitas almas e terão paz." Nossa Senhora sublinhou que a única maneira de alcançar a paz é obedecer aos Seus pedidos, quando Ela pediu que rezassem o Rosário todos os dias "em honra de Nossa Senhora do Rosário, para obter a paz no mundo ... porque só Ela vos pode ajudar." 
É da maior importância ter presente que a Segunda Guerra Mundial foi apenas o começo dos castigos anunciados. Se as pessoas não se arrependerem e emendarem as suas vidas, seguir-se-ão castigos mais severos.
Foi em 13 de Junho de 1929, em Tuy, Espanha, que a Santíssima Virgem apareceu à Irmã Lúcia, cumprindo a Sua promessa de que viria "pedir a consagração da Rússia", a ser feita pelo Papa em união com todos os Bispos do mundo.

CATEDRAL RAINHA DA PAZ NA COSTA DO MARFIM - ÁFRICA
A finalidade suprema da consagração da Rússia não é a conversão da Rússia ou a paz mundial. A conversão da Rússia e a paz mundial são graças prometidas por Deus, a serem obtidas por meio da consagração, mas a finalidade suprema da consagração é salvar as almas do inferno, estabelecendo a devoção ao Imaculado Coração de Maria. Foi Nossa Senhora quem disse: "Para as salvar, Deus quer estabelecer no mundo a devoção ao Meu Imaculado Coração."
As conseqüências da desobediência aos pedidos do Céu serão incalculáveis e catastróficas. Os que dizem que os pedidos de Nossa Senhora já foram atendidos e que a consagração da Rússia já foi feita perderam a noção da realidade.
Nossa Senhora de Fátima disse à Irmã Lúcia em Maio de 1952: "Participa ao Santo Padre que continuo à espera da Consagração da Rússia a Meu Imaculado Coração. Sem a Consagração, a Rússia não poderá converter-se, nem o mundo terá paz."
"Porque nação levantar-se-á contra nação e reino contra reino, e haverá terremotos em diversos lugares, e fomes. Estas coisas são o princípio dos sofrimentos." (Mark 13:8)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENÁRIO OU ESCREVA PARA NÓS PELO E-MAIL:
apostolosdarosamistica@hotmail.com