.

.
O PODER DA CARIDADE E DAS OBRAS DE MISERICÓRDIA
Santa Edwiges dedicou sua vida aos mais pobres e necessitados. Caridade é a materialização do amor!
"Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse caridade, seria como o metal que soa ou como o sino que retine..." (I Cor.13,1)
É amando que aprendemos o que é o amor, temos que fazer misericórdia para entendermos a misericórdia de Deus.
A caridade é a doação com AMOR. Há uma grande diferença entre doar roupas e cobertores para esvaziar o guarda-roupas e doar roupas e agasalhos pensando no bem que eles farão para quem recebê-los. O catecismo da Igreja Católica afirma ser essa virtude, “o vínculo da perfeição (Cor. 13,14) e o fundamento das demais virtudes, que ela anima, inspira e ordena"
Aquele que prefere bens materiais ou ter atos egoístas, não conhece a caridade, mas sim o bem de consumo, a palavra que negocia a alma em momentos breves e fugazes.
"Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma?" (Mt.16,26)
Pare, pense e remonte seus ideais. A semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória. Plante sementes de caridade como: dar uma palavra, saber ouvir uma palavra, sentar ao lado de alguém, acompanhar alguém, ter tempo para dividir com alguém, manter uma porta aberta para receber alguém, e para acolher uma alma.
A caridade é iniciada no lar, acompanha os amigos, os colegas, os dependentes do seu trabalho, os vizinhos e toda pessoa que passar em sua vida.
"Ninguém tem amor maior do que aquele que dá a vida por seus amigos"  (Jo 15,13) 

Fiel ao seu batismo Santa Edwiges viveu plenamente as quatro dimensões da graça santificante amou o mundo, a si mesma, ao próximo, e a Deus, foi um testemunho vivo da ação de Deus na vida de uma pessoa, como virgem, mãe, esposa e consagrada.
Uma característica que marcou toda a vida de Santa Edwiges foi a caridade e o amor aos mais pobres que estava sempre presente em seu coração e em seus gestos, ela foi uma mulher desprendida e desapegada das coisas materiais e vivia sem egoísmo.  Edwiges viveu mais para os outros do que para si mesma, foi mulher de muita fé, muita esperança e muita caridade em virtude do seu amor pelo próximo ela passou por este mundo fazendo o bem a todos, sobretudo aos pobres, aos enfermos, aos prisioneiros e aos que se encontravam em dificuldades.  
Essa mesma caridade que Santa Edwiges viveu aqui na terra ela passa a vivê-la agora no céu, intercedendo por nós junto a Jesus e olhando por nossas necessidades.
Santa Edwiges dedicou toda sua vida na construção do reino de Deus e como duquesa exerceu fortes influências nas decisões políticas tomadas pelo marido interferindo na elaboração de leis mais justas para o povo. Junto com o marido construiu igrejas, mosteiros, hospitais, conventos e escolas, por isto em algumas representações a santa aparece com uma igreja entre as mãos, aos 32 anos fez votos de castidade o que foi respeitado e seguido pelo marido.
Quando ficou viúva foi morar no mosteiro de Trebnitz na Polônia onde sua filha Gertrudes era superiora, foi lá que Edwiges deu largos passos rumo à santidade, vivia com o mínimo de sua renda para dispor o restante em socorro dos necessitados, ela tinha um carinho especial pelas mulheres e crianças abandonadas, encaminhava as viúvas para os conventos onde estariam abrigadas em casos de guerra e as crianças para escolas onde aprendiam um ofício, era misericordiosa e socorria também os endividados, em certa ocasião quando visitava um presídio ela descobriu que muitos ali se encontravam porque não tinham como pagar as suas dívidas, desde então Edwiges saldava as dívidas de muitos e devolvia-lhes a liberdade, procurava também para eles um emprego, com isto eles recomeçavam a vida com dignidade evitando a destruição das famílias.
A prática de misericórdia alcança o perdão dos pecados (Tg 5,20; 1Pd 4,8) e é uma expressão do Mandamento do Amor.
As obras de misericórdia são as seguintes:
1. Obras de misericórdia corporais:
Dar de comer a quem tem fome.
Dar de beber a quem tem sede.
Vestir os nus.
Dar pousada aos peregrinos.
Assistir os enfermos.
Visitar os presos.
Honrar e sepultar os mortos.
2. Obras de misericórdia espirituais:
 Dar bom conselho.
 Ensinar os ignorantes.
Corrigir os que erram.
Consolar os tristes.
Perdoar as injúrias.
Sofrer com paciência as fraquezas alheias.
Rogar pelos vivos e falecidos.

ORAÇÃO DE SANTA EDWIGES 
Senhor meu Deus, Todo Poderoso, Criador do Céu e da terra, vós que tudo regulais em Justiça e Misericórdia, aceitai a prece que humildemente vos dirijo por intermédio de Santa Edwiges, Vossa Serva, que tanto Vos amou na terra e que usufrui da graça de contemplar a Vossa divina Face.
Santa Edwiges, que pelos vossos merecimentos, pelas vossas virtudes e pela ardorosa fé em Nosso Senhor Jesus Cristo, foste por Deus constituída a protetora dos pobres e endividados, dos que sofrem aflições pela carência de recursos, vinde em meu auxílio e levai a presença do filho de Deus, Nosso Senhor, o apelo que vos faço...
Vinde em meu socorro Santa Edwiges, atendei as minhas súplicas e dai a este humilde devoto a vossa proteção, proporcionando-me os meios de obter recursos suficientes para atender aos meus credores a fim de regularizar minha vida, de modo que volte a paz e a tranquilidade ao meu espírito.
Confiando em vossos méritos e em vossa caridade peço Santa Edwiges, lançardes vossa bondosa complacença sobre mim, assim seja!
Santa Edwiges protetora dos pobres, rogai por nós!
 Santa Edwiges protetora dos endividados, rogai por nós!
Santa Edwiges estrela de caridade, rogai por nós!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENÁRIO OU ESCREVA PARA NÓS PELO E-MAIL:
apostolosdarosamistica@hotmail.com