.

.
DEUS CASTIGA OU NÃO ?
Deus é misericórdia mas também é Justiça. Como um pai que corrige o filho para o educar, é óbvio que Deus castiga.
Nós, católicos, sabemos que o fim último ao qual deve almejar o ser humano não é a preservação da própria vida física, e sim a salvação da sua alma.
Nenhum governo ou instituição conseguiu até agora alcançar uma paz duradoura para o nosso mundo, devastado pela guerra. Isto é assim porque Deus determinou que a paz virá através de apenas uma fonte: das mãos da Bem- Aventurada Virgem Maria. E só obedecendo aos pedidos, simples e ao mesmo tempo profundos, que Ela fez em Fátima é que Ela concederá uma paz verdadeira à humanidade.
Só no ano 2000, os Estados Unidos da América exportaram para os países do Terceiro Mundo armamento no valor de 798 mil milhões de dólares.
Este dinheiro podia ter sido aplicado em remédios, em fábricas de dessalinização da água, em comida e na agricultura. Quando tivermos alcançado a paz que Nossa Senhora nos dará com o Triunfo do Seu Imaculado Coração, então usaremos os nossos recursos para ajudar os homens em vez de lhes fazer mal.
Se continuarmos a agir de forma pecaminosa e não nos arrependermos e voltarmos contra o pecado, Deus traz a Sua disciplina divina sobre nós. Se não o fizesse, Ele não seria um Pai amoroso e preocupado. Assim como disciplinamos os nossos próprios filhos para o seu bem-estar, assim também o nosso Pai celestial amorosamente corrige os Seus filhos para o seu bem.
 Hebreus 12:7-11 diz: "Suportem as dificuldades, recebendo-as como disciplina; Deus os trata como filhos. Pois, qual o filho que não é disciplinado por seu pai? Se vocês não são disciplinados, e a disciplina é para todos os filhos, então vocês não são filhos legítimos, mas sim ilegítimos.
Além disso, tínhamos pais humanos que nos disciplinavam, e nós os respeitávamos. Quanto mais devemos submeter-nos ao Pai dos espíritos, para assim vivermos! Nossos pais nos disciplinavam por curto período, segundo lhes parecia melhor; mas Deus nos disciplina para o nosso bem, para que participemos da sua santidade.
Nenhuma disciplina parece ser motivo de alegria no momento, mas sim de tristeza. Mais tarde, porém, produz fruto de justiça e paz para aqueles que por ela foram exercitados."
A disciplina, então, é o que Deus usa para tirar os Seus filhos da rebelião à obediência. Através da disciplina os nossos olhos se abrem de forma mais clara à perspectiva de Deus em nossas vidas.
Infelizmente, é bem frequente nos dias atuais, muitas vozes se levantarem e propagarem a idéia contrária à doutrina católica de que Deus não castiga.Deus castiga! Deus castiga sim!
Aliás, como os católicos de hoje precisam ouvir sermões que os façam lembrar exatamente isso: Deus castiga.Quantas páginas da Bíblia teríamos que desmerecer se quiséssemos entender que Deus não castiga? O que foi o dilúvio, Sodoma e Gomorra e tantos outros episódios?
O que é o inferno, senão o castigo para os impenitentes finais?
E se Deus não castigasse, porque afastou o Demônio de sua presença ETERNAMENTE?
Cristo estaria blefando então, ao amedrontar-nos tantas vezes sobre o Inferno, o lago de fogo, se ele não existisse?
Infelizmente não poucos católicos hoje que já não acreditam no inferno, na perdição final.
Vem-nos então a questão de alguns teólogos 'modernos' que afirmam que a interpretação da Igreja mudou!
Não. É impossível que a Igreja, os Santos Papas, os grandes doutores da Igreja tenham interpretado errado e pregado essa doutrina indevidamente por vinte séculos. E mesmo com punições temporais Deus está a punir-nos: "Eu repreendo e castigo a todos quanto amo." (Ap 3, 19)
Deus determinou que a paz virá ao mundo através da Consagração da Rússia e do Triunfo do Imaculado Coração de Maria.
 Portanto, a paz que a Consagração da Rússia virá trazer não será política, mas antes uma extensão da paz que decorre de uma unidade de mentes, corações e vontades à escala mundial: uma paz católica. Para usar uma frase de Pio XI, será "a paz de Cristo no Reino de Cristo, por meio de Maria!"
Bem o dizia, a Santíssima Virgem, em Fátima:
"Se os homens não se arrependerem e não melhorarem, o Pai Celeste infligirá um castigo terrível a toda a humanidade. Este será um castigo mais grave que o dilúvio, que nunca terá sido visto..." 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENÁRIO OU ESCREVA PARA NÓS PELO E-MAIL:
apostolosdarosamistica@hotmail.com