BÍBLIA - A ÚNICA REGRA DA FÉ ?
 O Protestante está realmente em terra firme quando diz que a Bíblia sozinha é a única regra de Fé?
Esta é a doutrina central Protestante da Sola Scriptura – a Bíblia sozinha é a única regra de Fé.
Mas, em que lugar da Bíblia isso é dito?
2º Timóteo 3:16 diz ‘Toda Escritura, inspirada por Deus, deve ser aproveitada para ensinar, para reprovar, para corrigir, em instrução, em justiça’. 
 Diz que as Escrituras são úteis!  Não diz que só devamos acreditar na Bíblia!
Em Mateus 15 - Nosso Senhor não estava condenando toda a tradição, mas somente a tradição corrupta dos Fariseus. E mais, São Paulo nos instruiu para resistirmos e  “mantermos as tradições que aprendemos, seja por palavras, ou por nossas epístolas” (Tess. 2, 2:14).
Perceba que o princípio central, fundamental do Protestantismo – somente a Bíblia – não é Bíblico!
O princípio de  “somente a Bíblia como única regra de Fé”, não pode ser um verdadeiro princípio do Cristianismo pois não tem base na história do Cristianismo.
Como os primeiros cristãos aprenderam sua Fé se não havia ainda a Bíblia escrita?
Como a Fé era comunicada a eles?
Como foi que Nosso Senhor pediu aos Apóstolos para comunicarem a Fé, as verdades que devem ser acreditadas para a salvação?
Ele ordenou: “vão em frente e ensinem todas as nações, batizando-as em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”. Ele disse a Pedro, “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei minha Igreja” (Mat. 16:18).
E São Paulo ensinou claramente que é a Igreja que é o pilar e o mastro principal da verdade (Tim. 1, 3:16).
Nosso Senhor não escreveu livros.
Tampouco disse aos seus Apóstolos: “Sentem-se e escrevam Bíblias e as espalhem sobre a terra, e que cada homem leia sua bíblia e julgue por si mesmo”, o que é a essência do Protestantismo – cada indivíduo lê a Bíblia e decide para si quais são as verdades do Cristianismo.
Não! Como disse, Nosso Senhor fundou uma Igreja para pregar em Seu Nome: “Aquele que os escutam, é a Mim que está escutando, aquele que os rejeitam é a Mim que rejeitam” (Lucas 10:16). “E aquele que não ouvir a Igreja, seja considerado pagão e pecador público”. (Mat: 18:17)
A Igreja e a Fé existiam antes do Novo Testamento. Somente cinco dos doze Apóstolos escreveu algo! A Igreja estava ensinando, administrando sacramentos, os Apóstolos estavam perdoando pecados, a Igreja fazia mártires de sete a dez anos antes que uma só letra fosse escrita num pergaminho.
A Igreja estava espalhada por todo o Império Romano antes que uma só palavra do Novo Testamento fosse escrita. Tínhamos santos e mártires Católicos antes de termos Evangelhos e Epístolas.
Sendo assim, como é que os primeiros Cristãos se tornaram Cristãos e salvaram suas almas? Lendo a Bíblia? Não, pois não havia o Novo Testamento.
O Novo Testamento nem havia sido terminado 65 anos após Nosso Senhor Ascender ao Céu.
Por mais de trezentos anos, a Igreja não tinha todos os livros da Bíblia compilados em um só livro.
Livros de múltiplos autores não se compilam sozinhos em um grande livro, e depois se auto-proclamam terem sido escritos pela palavra de Deus.
E foi a Igreja Católica, no Concílio de Cartago em 397 DC, através da orientação do Espírito Santo, que determinou de uma vez por todas, qual era o Cânone do Novo Testamento; que decidiu que livros foram divinamente inspirados e quais não foram.
Se hoje os protestantes tem a Bíblia, deviam agradecer a Igreja Católica!  Como podem aceitar a Bíblia e rejeitar a Igreja que a formulou e a deu ao mundo?
Foi a Igreja Católica que juntou o Novo Testamento, agregou-o ao Velho Testamento, e entregou a Bíblia ao mundo. Foi a Igreja Católica que produziu a Bíblia, não foi a Bíblia que produziu a Igreja. 
A religião Católica é a única religião que pode responder à pergunta - “quem disse que a Bíblia é a palavra escrita de Deus?”
João 21:25 - nos diz “há muitas outras coisas que Jesus fez e que, se fossem escritas uma por uma, creio que nem o mundo inteiro poderia conter os livros que seriam escritos”
Foi a Igreja Católica, segura em sua infalível autoridade outorgada por Nosso Senhor que nos deu a Bíblia, e é somente pela autoridade da Igreja Católica que sabemos com certeza que a Bíblia é a verdadeira palavra de Deus.
 Foi por isso que Santo Agostinho, no século quarto falou: “Eu não acreditaria nos Evangelhos, caso a autoridade da Igreja Católica não me movesse a fazê-lo”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENÁRIO OU ESCREVA PARA NÓS PELO E-MAIL:
apostolosdarosamistica@hotmail.com