NOSSA SENHORA DA PENHA DE FRANÇA
 Eis o trono que Maria, Mãe de Deus, escolheu no Rio de Janeiro, para ser o centro de sua devoção entre nós.
A devoção à Santíssima Virgem sob o título de Nossa Senhora da Penha de França teve origem na Europa no século XV.
No Brasil tudo começou no início do século XVII, por volta do ano de 1635, quando o Capitão Baltazar de Abreu Cardoso ia subindo o Penhasco (grande pedra) para ver as suas plantações, de repente foi atacado por uma enorme serpente.
Capitão Baltazar, que era devoto de Nossa Senhora, quando se viu só e incapaz de se defender, pediu socorro a Nossa Senhora gritando: “Minha Nossa Senhora, valei-me!”. Nesse preciso momento surgiu um lagarto inimigo das serpentes, e travou-se uma luta mortífera entre os dois animais. Baltazar por sua vez, não perdeu tempo e fugiu. Depois de se ter recuperado do susto, Baltazar reconheceu que o lagarto apareceu precisamente no momento em que ele pediu a proteção da Virgem Maria.
Reconhecido, por tão importante gesto maternal, Baltazar construiu uma pequena capela onde colocou uma imagem de Nossa Senhora.
Se antes o Capitão Baltazar subia o penhasco para ver as suas plantações, a partir daí passou a subir também, para agradecer tão amoroso gesto de carinho que a Mãe do Céu teve para com ele. Assim  também os seus parentes, amigos e vizinhos e até mesmo pessoas curiosas, que à distância viam a pequena capela, passaram a subir a grande pedra, uns para pedir e outros para agradecer graças alcançadas por intercessão da Senhora do Penhasco – Penha.
A devoção a Nossa Senhora da Penha foi se espalhando e cada vez era maior o número de pessoas que visitavam este lugar sagrado e encantador.
No Brasil, consta, em fontes diversas, que a primeira ermida em louvor a Nossa Senhora da Penha foi erguida em Vila Velha, antiga capitania do Espírito Santo, entre os anos de 1558 e 1570, por Frei Pedro Palácios, natural da Espanha, irmão leigo da Ordem dos Franciscanos, que era grande devoto de Nossa Senhora.
No Rio de Janeiro - Brasil - O Santuário da Penha, colocado à entrada da cidade, a Virgem acolhe com o sorriso de Mãe aos que chegam a este Santuário.  Para lá acorrem milhares de peregrinos vindos de todo o Brasil e do exterior, para trazer-lhe os seus agradecimentos por graças alcançadas, ou pedir a sua intercessão. À medida que vamos subindo a colina sagrada, sentimos que o ambiente se torna mais religioso. São inúmeras as pessoas que sobem a escadaria rezando, sobretudo a oração do Rosário. 
No dia 15 de junho de 1935, por decreto de Sua Santidade o Papa Pio XI, a Igreja de Nossa Senhora da Penha foi agregada à Sacrossanta e Patriarcal Basílica de Santa Maria Maior de Roma. No dia 15 de setembro de 1966, o Cardeal Dom Jaime de Barros Câmara, então Arcebispo do Rio de Janeiro, elevou o templo sagrado de Nossa Senhora da Penha à categoria de Santuário Perpétuo. No dia 31 de maio de 1981, o Cardeal Dom Eugênio de Araújo Sales, atendendo aos desejos de Sua Santidade o Papa João Paulo II, elevou o Santuário de Nossa Senhora da Penha à categoria de Santuário Mariano Arquidiocesano.
Santuário de Nossa Senhora da Penha
Largo da Penha, 19 – Penha CEP. 21070-560, Rio de Janeiro, RJ - Brasil

Além da Igreja no alto do penhasco, no pátio encontram-se as facilidades de mais uma igreja, donde também os fiéis podem fazer suas confissões e uma loja com artigos de Nossa Senhora da Penha, além de outros artigos religiosos. Há também uma concha acústica, inaugurada na Festa da Penha 2004, para a realização de eventos culturais numa área para 30.000 pessoas. No pátio encontra-se também um amplo estacionamento para os fiéis que desejarem ir de carro ou em ônibus de caravana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENÁRIO OU ESCREVA PARA NÓS PELO E-MAIL:
apostolosdarosamistica@hotmail.com