.

.
LUZES SE APAGAM NA EUROPA CRISTÃ
Em todo o continente onde a nossa cultura floresceu, o fundamento do Ocidente está sob ataque. A estratégia de imigração em massa, acabará por resultar em uma Europa islâmica - uma Europa sem liberdade: Eurábia. 
As luzes estão se apagando em toda a Europa. Quem pensa ou fala individualmente está em risco. Cidadãos amantes da liberdade que criticam o Islã, ou mesmo apenas sugerem que existe uma relação entre o Islã e o crime ou crimes de honra, têm que sofrer e estão sendo ameaçados ou criminalizados. Aqueles que falam a verdade estão em perigo.  Qualquer pessoa, com um mínimo de inteligência, e que acompanhe o que ocorre hoje na Europa, percebe facilmente os sinais de morte e PERSEGUIÇÃO AO CRISTIANISMO.
Em todos os países europeus é visível a invasão de povos islâmicos, sendo que cada vez mais diminui a geração autóctone, o povo original.
Basta ver a seleção da França que é formada já por maioria da raça negra, e até muçulmanos tem.  Qualquer pessoa sabe que a abastança gera preguiça, até para ter filhos, enquanto a pobreza gera proles numerosas, porque o instinto natural de sobrevivência dos seres animais, traz isso na genética. Uma pesquisa feita com dois casais de ratos, em um tempo determinado, demonstrou que enquanto o casal superalimentado gerou 20 crias, aquele mal alimentado passou de 100, ou seja, cinco vezes mais. E isso está acontecendo em todo o mundo islâmico, com proles numerosas.
De fato enquanto os casais italianos controlavam a gravidez, os povos de Maomé centuplicavam sua prole, e hoje a Itália já entrou no caminho irreversível de morte: em 70 anos não haverá mais um povo italiano, mas alguns italianos escravos dos filhos do ódio.
E assim vai em quase todos os países, com menos intensidade nos nórdicos, porque ali o frio é intenso e os povos da África e do Oriente médio não suportam o frio.
O Islã será o rolo compressor contra as democracias ocidentais, com o agravante de ter uma força cultural muito maior do que o nazismo. Enquanto isso, potências como Rússia e China vão explorar o caos de uma guerra contra o Ocidente, para esmagarem os dois lados enfraquecidos.
Mas devemos saber que tudo isso é preparação para o advento do anticristo: ele premia os filhos do ódio, da morte, da destruição, porque ele deseja a eliminação de toda força inteligente, quebrando o poder dos ricos, pois isso facilita a invasão da Europa pelos exércitos dele.
A guerra terá início no Oriente Médio e sobre Israel, mas quem derramará o sangue "até o freio dos cavalos" será a Europa. É hora dos católicos iniciarem a nova cruzada do Rosário para tentar salvar a Europa.
De qualquer forma, a Europa já morreu e não sabe, se respira é porque ainda não chegou sua hora.
Os objetivos estão perfeitamente claros: destruir o Estado judeu; islamizar a Europa e destruir as referências cristãs e ocidentais da cultura; desestabilizar as democracias na América Latina e implantar regimes totalitários pró-comunistas e pró-islâmicos.
E, por último, fazer prostrar a nação norte-americana contra a força conjunta do imperialismo islâmico e comunista.
Para estes Deus fará restar alguns pedaços da velha Europa, o resto irá junto com os povos invasores. Porque lhes será uma "vitória ilusória": ganham mas não levam! Maomé colocará ainda sua bandeira no topo da cúpula de São Pedro, mas não chegará de volta a Meca para celebrar a vitória. Quem viver, verá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENÁRIO OU ESCREVA PARA NÓS PELO E-MAIL:
apostolosdarosamistica@hotmail.com