TERRÍVEL PROFANAÇÃO DA SANTA MISSA
A Santa Missa é o ato mais sublime e mais santo que se celebra todos os dias sobre a terra!
A MISSA é “o Sacrifício do Corpo e do Sangue de Cristo que se oferece a Deus pelo ministério do Sacerdote, em memória e renovação incruenta (sem sangue) do Sacrifício da Cruz”.
Jesus Cristo a instituiu na última Ceia que celebrou com os seus discípulos; foi a Primeira Missa. Na Missa, Jesus é, ao mesmo tempo, o Sacerdote Supremo e a Vítima Divina. Ele a Si mesmo Se ofereceu a Deus Pai em oblação sacrifical.
Na Missa, a entrega e ofererecimento de Cristo é feita através do sacerdote celebrante, que renova ou torna de novo presente e atuante o Sacrifício da Cruz, e aplica às almas os frutos da Redenção.
Por isso, a Santa Missa é o coração da Igreja; e como o homem não pode viver sem coração, assim a Igreja não pode viver sem a Missa.
Eis porque São Francisco de Sales afirma que “a Santa Missa é o Sol da Igreja”. E São Leonardo de Porto Maurício: “Se não fosse a Santa Missa, nestes tempos, o mundo já se teria submergido sob o peso de seus crimes.” 
De fato, há muitos séculos que a Missa era celebrada da mesma maneira sempre digna e respeitosa da Tradição, de modo que a “lex orandi” (Liturgia) era a expressão fiel da “lex credendi” (verdades da fé). Isso até que Paulo VI promulgou em 1969, a Missa Nova.
A missa Nova surgiu como fruto das reflexões teológicas e pastorais do Concílio Vaticano II com participação de protestantes e maçons.
A partir de então, Deus deixou de ser o Centro da Missa e foi ocupado pelo homem, o padre que antes estava de frente para o altar (Deus) vira-se de frente para o homem e dá as costas à Deus! e começaram os abusos...
A Missa Nova é ambígua, equívoca, heretizante (que favorece a heresia, como as fotos acima Missa Show, Missa Carismática, Missa do Vaqueiro, Missa Afro e outras e tantas heresias). A Missa Nova procura tornar tudo profano, pois ela pouco tem a ver com a Teologia da Missa antiga. A Nova Missa de Paulo VI, feita por maçons e pastores protestantes, é a essa nova Missa causadora de tantos abusos e escândalos aproximando-se da teologia protestante da ceia.
Essa nova Missa contribuiu tanto para a apostasia de milhares de sacerdotes, quanto para o verdadeiro êxodo de fiéis católicos para as seitas protestantes e outras...
Segue então, algumas fotos de padres que celebrando a Santa Missa (no rito de Paulo VI) cometem verdadeiras aberrações litúrgicas chegando à nível de profanação.
A magnífica identidade sacerdotal sendo rebaixada.
Sacerdote que deveria honrar as vestes e seu Sacerdócio, usando uma roupa que nada tem de litúrgica,
Num "piquenique santo" ? Usando a grama como altar, usando um projeto de cálice e patena
para tocar no Sagrado, sem qualquer dignidade prestada ao Senhor Jesus.
 Uma missa válida, mas ilícita. Onde estão os paramentos? Apenas falta a Alva, Cíngulo e Casula para que seja uma missa "normal". Vale lembrar que a camisa clerical não é uma alva. Isto não é um cálice, mas sim uma taça, isto é
uma mesa de madeira, não um altar. Falta dignidade para com o Sagrado!
Mistura de danças de outras culturas com a Santa Missa. Os padres que possuem autoridade de dignidade sacerdotal nada fazem, aderem a este modernismo achando
a coisa mais bela do mundo, enquanto deixam profanar a Santa Missa e o Templo.
Isto era para ser uma Missa? As pessoas (principalmente estes tipos de padres) não sabem medir o momento correto para tais ações. A Missa não é lugar para tais festas!  Oferenda à orixás? Não, ofertório profano, misturando elementos de umbanda com a Santa Missa!
Senhor tende piedade, eles não sabem o que fazem!
Com um padre modernista destes, não é mais necessário as pessoas serem tentadas pelo Demônio para deixar a fé católica em busca de outras seitas profanas, o padre já está guiando estas pessoas para tal caminho sem as mesmas perceberem.
Sem piedade nem respeito algum, tanto com os paramentos quanto ao local.

para que fazer da Missa um teatro? Para se dar a entender que tudo é um teatro, que nada é real.
O que se vê aqui é um permissivismo inaceitável !
e mesmo que não fosse durante a Missa, já seria algo profundamente repugnante, pois foi feita numa Igreja Católica, uma casa de Deus.

Será que é a isso que chamam de envangelizar ? Isso é a catequese de hoje ? Deus nos livre!
Valem aqui as palavras do reformador Martinho Lutero: “SE DESTRUÍRES A MISSA, DESTRUIREIS A IGREJA!”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENÁRIO OU ESCREVA PARA NÓS PELO E-MAIL:
apostolosdarosamistica@hotmail.com