O INFERNO - UMA TERRÍVEL REALIDADE!
Como vivermos neste mundo assim seremos julgados, premiados ou punidos na vida ou morte eterna.
O Inferno é o lugar destinado, pela Justiça Divina, a castigar com suplícios eternos os que morrem em pecado mortal. A primeira pena, que os condenados padecem no Inferno, é a dos sentidos, por ser todo o seu corpo atormentado por um fogo espiritual que arde horrivelmente, sem jamais diminuir.
Esse fogo penetrará pelos olhos, pela boca e por todo o corpo, e cada um do sentidos padecerá uma pena especial.
Os olhos ficarão obscurecidos pelo fumo e pelas trevas, e aterrorizados ao ver os demónios e os demais condenados. Os ouvidos não ouvirão incessantemente senão gritos, uivos, prantos e blasfémias.
O olfato será atormentado com o mau cheiro do enxofre e betume ardentes, que sufocará. A boca sofrerá sede ardentíssima e fome canina: "Sofrerão fome como cães"
(Sl 58, 7).
"E ainda há quem não acredite (!?) na real existência do Inferno, nas penas eternas, nos demónios ou espíritos malignos, assim como nas tentações diabólicas - às quais nem o próprio Filho de Deus foi poupado!; enfim, nas terríveis forças do mal, do Maligno, de todo o mal espiritual, imensamente piores do que todo o mal físico ou corporal deste mundo!...
"Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o Diabo e seus anjos."  (Mt 25, 39-46)
Pensarão os condenados no tempo que Deus lhes tinha concedido para salvarem-se da perdição; nos bons exemplos dos seus companheiros; nos propósitos formados e não postos em prática. Pensarão nas pregações ouvidas, nos conselhos dos seus confessores, nas boas inspirações para deixar o pecado...E vendo que já não há remédio, soltarão uivos desesperados.
A alma, separada do corpo e apresentada diante do Tribunal Divino, entreviu a beleza de Deus, conheceu a Sua imensa Bondade, contemplou, por um instante, o esplendor do Paraíso; terá ouvido talvez os dulcíssimos e harmoniosos cânticos dos Anjos e Bem-aventurados.
Que dor, vendo que tudo isso lhes é arrebatado para sempre!
 Aliás, o Demônio, sozinho, pouco poder tem, bem pouco pode fazer, na medida em que Deus não lho permite, para além de certos limites; mas com a colaboração dos humanos, dos homens pecadores e ímpios, rebeldes e traiçoeiros, consegue coisas terríveis, horrendas, monstruosas, tais como as existentes no próprio Inferno eterno, criado para os demónios (ex-anjos decaídos) e para todos os humanos seus malditos sequazes!...
Ai de quem se alia ao Maligno, contra Deus e Sua Lei, ainda que indirecta ou levemente, sob a capa da falsa virtude, da falsa piedade, da falsa caridade, da falsa humildade!
E tudo isso começa pela soberba, pela tibieza, pelo egoísmo, pela impureza, pela pouca ou falsa fé, pela cobardia, pelo laxismo, pelo hedonismo, pelo relativismo, pelo materialismo... acabando no ateísmo e paganismo mais aberrantes e anticristãos, mais perversos e degradantes, autenticamente satânicos!...
O que deve encher-te de espanto e horror é pensar que essa horrível fornalha está sempre aberta debaixo dos teus pés, e que basta um único pecado mortal para cair nela.
Compreendes, meu filho, isto que lês?
Um pecado grave que cometes, com tanta facilidade, merece uma pena eterna.
Uma blasfémia, uma profanação dos dias santos, um furto, um ódio, uma palavra ofensiva, um acto imoral, um pensamento obsceno... basta para condenar-te às penas do Inferno.
No Inferno, todas as leis estão trocadas, pois lá não há nenhum pensamento de família, de pátria, de laços, de amizade.
 O último pedido do Pai-Nosso - "Mas livrai-nos do mal" - faz parte da Oração sacerdotal de Jesus (Jo 17, 15)«Não te peço que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno".
aos Pastorinhos de Fátima, apesar de simples e inocentes crianças, como verdadeiros mensageiros da Virgem Santíssima, Mãe de Deus e nossa Mãe, ela lhes mostra o inferno e diz:
«Vistes os Inferno, para onde vão os pobres pecadores!...
Para salvá-los [dessas mesmas penas eternas], Deus quer estabelecer no mundo a devoção ao meu Imaculado Coração» (...) «Rezai, rezai muito e fazei penitência pela conversão dos pobres pecadores, porque vão muitas almas para o Inferno, por não terem quem reze e se sacrifica por elas»!
Ó meu Jesus, perdoai-nos e livrai-nos do fogo do Inferno!
Levai as almas todas para o Céu, principalmente as que mais precisarem!
«Vigiai, porque não conheceis nem o dia, nem a hora" (Mt 25, 13)
Nossa Sra. de Guadalupe, livrai-nos do fogo eterno!

 

Um comentário:

  1. Gostei muito do post! A maioria das pessoas nao tem consciencia do perigo das tentações do demonio, todos vivem como se ele nao existisse e eles está muito comodo nessa situação! Temos mesmo q alertar quando pudermos sobre essa realidade! Uma vez que as pessoas, perdidas como estao, vao acabar mesmo condenadas!!

    ResponderExcluir

DEIXE SEU COMENÁRIO OU ESCREVA PARA NÓS PELO E-MAIL:
apostolosdarosamistica@hotmail.com