SANTÍSSIMA TRINDADE
O mistério da Santíssima Trindade é o mistério central da fé e da vida cristã. Deus se revelou de formas distintas como Pai, Filho e Espírito Santo!

Só existe um Deus, mas n'Ele há três Pessoas divinas, reveladas ao mundo de formas distintas e progressivas: Pai, Filho e Espírito Santo formam o DEUS UNO E TRINO! (Jo 10.30-33)

Foi Nosso Senhor Jesus Cristo quem nos revelou este mistério. Ele falou do Pai, do Espírito Santo e d'Ele mesmo como Deus.
A Trindade é Una. “Não professamos três deuses, mas um só Deus em três Pessoas : “A Trindade consubstancial” (II Conc. Constantinopla). “O Pai é aquilo que é o Filho, o Filho é aquilo que é o Pai, o Espírito Santo é aquilo que são o Pai e o Filho, isto é, um só Deus por natureza” (XI Conc. Toledo). “Cada uma das três pessoas é esta realidade, isto é, a substância, a essência ou a natureza divina” (IV Conc. Latrão).
Quando João foi convidado ao céu, ele viu o Pai e o Filho em seus papéis mais conhecidos. O Pai foi louvado como Criador (Apocalipse 4:11). O Filho foi louvado como Redentor (Apocalipse 5:9-10). Os dois foram louvados juntos, mostrando que as pessoas divinas e seus trabalhos são perfeitamente interligados no Espírito Santo (Apocalipse 5:13-14).
DEUS PAI CRIADOR
O primeiro versículo da Bíblia estabelece a base de tudo que vem depois: "No princípio criou Deus os céus e a terra". O mesmo capítulo afirma especificamente que Deus criou o homem (Gênesis 1:26-27). A criação é o princípio da revelação de Deus aos homens. Salmo 19:1 diz: "Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras das suas mãos."
A Profissão de Fé do Papa Dâmaso diz: “Deus é único, mas não solitário”
“Por causa desta unidade, o Pai está todo inteiro no Filho, todo inteiro no Espírito Santo; o Filho está todo inteiro no Pai, todo inteiro no Espírito Santo; o Espírito Santo, todo inteiro no Pai, todo inteiro no Filho” (Conc. Florença)
JESUS - SALVADOR E SENHOR
Quando Jesus foi ao rio Jordão a fim de ser batizado, João Batista exclamou: "Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!" (João 1:29). Nesta breve declaração, João Batista fez um pequeno resumo do perfeito plano divino de salvação. Jesus Cristo era o Cordeiro de Deus.
Quando morreu na cruz, Jesus estava entregando a vida como Cordeiro de Deus!
Ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre Ele, e pelas Suas pisaduras fomos sarados" (Isaías. 53:5).
Jesus é Deus. As seitas que negam a divindade de Jesus trabalham muito para evitar o significado de diversas passagens. As Testemunhas de Jeová, por exemplo, usam uma versão das Escrituras cheia de acréscimos e traduções equívocas calculadas justamente para negar as provas textuais da divindade de Jesus. Mas, ele é eterno, divino e merecedor de adoração (João 1:1; João 8:24,58; Mateus 4:10; 14:33; 28:9,17; João 9:38; Hebreus 1:6; Apocalipse 5:9-14; etc.)

O ESPÍRITO SANTIFICADOR
O mesmo Pai que enviou Jesus enviou o Espírito (João 14:26). Jesus o chamou de "outro Consolador", mostrando que ele pertence à mesma categoria que Jesus: uma pessoa divina (João 14:16). Vários textos apresentam o Pai, o Filho e o Espírito Santo como pessoas unidas mas distintas (veja Mateus 28:19 e o último versículo de 2 Coríntios). O Espírito ensina (João 14:26); habita nos fiéis como o Pai e o Filho o fazem (João 14:17,23) e intercede como Cristo também o faz (Romanos 8:26,34).
Para negar tais afirmações, alguns distorcem o sentido das passagens ou até jogam fora livros bíblicos que não apoiam suas doutrinas humanas. O verdadeiro seguidor de Cristo aceitará toda a Verdade, até as coisas difíceis de entender (João 8:32; 17:17; Deuteronômio 29:29).

A palavra "trindade" não aparece na Bíblia, é um termo moderno, utilizado apenas para explicar e expressar um conceito da existência de três pessoas distintas que podem ser chamadas de Deus.

MARIA E A DIVINA TRINDADE
Maria é aquela a quem pela primeira vez foi revelado o mistério trinitário de nosso Deus Altíssimo que, pelo poder do PAI e na ação do ESPÍRITO SANTO, gerou o filho JESUS CRISTO, conforme a Anunciação relatada por S. Lucas 1,28-35. Noutros termos, somente podemos ser devotos de Maria se aceitarmos a ação da Santíssima Trindade em nossa vida.

Toda obra de salvação vem de Deus Pai, Ele é quem cria e gera. Maria foi criada por Deus e Deus ao mesmo tempo a preservou de todo pecado. O Pai revelou por inteiro a sua vontade a Maria e Ela aceitou.
Maria nos leva a ter um conhecimento da ação do Espírito Santo. Todas as pessoas às quais Maria é enviada são também tocadas e movidas pelo Paráclito, pois Ele está nela e age através dela. É assim com Isabel (Lc 1,41), que declara Maria como a Mãe do Senhor (Lc 1,43); é assim com Simeão (Lc 2,27), que prediz a Maria todo o seu sofrimento (Lc 2,35); é assim com os Apóstolos, que ficaram perseverantes na oração (At 1,14); é assim com Pedro, que assumiu sua missão de chefe da Igreja (At 1,15ss).

"Onde Maria está, tudo ao redor se sacraliza e se santifica, pela presença da Santíssima Trindade que nela habita! "




BlogBlogs.Com.Br

2 comentários:

DEIXE SEU COMENÁRIO OU ESCREVA PARA NÓS PELO E-MAIL:
apostolosdarosamistica@hotmail.com