- O PODER DO SANTO ROSÁRIO -

A força do Rosário está em que é uma oração simples e humilde, e por isso poderosa para combater o orgulho de satanás. A única arma eficaz para combater o orgulho e vaidade de satanás é a humildade dos que seguem a Maria com dois estandartes erguidos bem alto:
- O Rosário numa mão e
- A Cruz na outra.
O rezar o Rosário com a meditação dos mistérios da vida de Cristo dá força e perseverança, conduz à paz interior, aumenta a fé, sedimenta conhecimento e sabedoria divina, conquista graças para quem reza, transforma-se em poderosa arma contra as forças do mal, dá louvores a Deus e à Virgem Maria, acorrenta e imobiliza satanás e os espíritos malignos que vagueiam pelo mundo para perder as almas, e por fim alcançará a vitória definitiva do Bem sobre o mal e lançará definitivamente lúcifer e os seus espíritos malignos no inferno.


"O Rosário é a minha oração; é a oração que Eu vim do céu para vos pedir, porque é a arma que deveis usar nestes tempos da grande batalha e é o sinal da minha segura vitória”.

“A minha vitória se cumprirá quando satanás, com o seu poderoso exército de todos os espíritos infernais, for preso dentro do seu reino de trevas e de morte, de onde não poderá mais sair para causar dano ao mundo.
Para isso deve descer do céu um Anjo, a quem é dada a chave do abismo e uma corrente com a qual amarrará o grande dragão, a antiga serpente, satanás, com todos os seus seguidores.

A corrente, com a qual o grande dragão deve ser amarrado é formada pela oração feita comigo e por meio de Mim.
Esta oração é a do Santo Rosário.
Uma corrente, de facto, tem a função de primeiro limitar a acção, em seguida de aprisionar e, por fim, de tornar vã toda a acção daquele que é amarrado por ela.
— A corrente do Santo Rosário tem antes de tudo a função de limitar a acção do meu adversário.
Cada Rosário que recitais comigo tem como efeito restringir a acção do maligno, subtrair as almas do seu influxo maléfico e dar maior força à expansão do bem na vida de muitos de meus filhos.
— A corrente do Santo Rosário tem também o efeito de aprisionar satanás, isto é, tornar impotente a sua acção e diminuir e enfraquecer sempre mais a força do seu diabólico poder.
Por isso, cada Rosário bem rezado é um duro golpe dado contra as forças do mal, é uma parte do seu reino que é demolida.
— A corrente do Santo Rosário obtém, enfim, o resultado de tornar satanás completamente inofensivo.
O seu grande poder é destruído.
Todos os espíritos malignos são precipitados no lago de fogo e enxofre, a porta é fechada por Mim, com a chave do poder de Cristo, e assim não mais poderão sair para o mundo para causar dano às almas"


São Paulo nos diz para “orar sem cessar” ( 1Ts 5,17) e que nós oremos “sempre e por tudo” (Ef 5,20). Como, então, fazer isso? Segundo algumas versões, foi praticando exatamente este “orai sem cessar” que nasceu o terço. Nos mosteiros antigos praticava-se a leitura de todos os salmos,
todos, ao longo de um dia inteiro. Assim os monges poderiam “orar sem cessar”.

Sem contar, também, as expressões de louvor, repetidas à exaustão, de quase todos os protestantes neopentecostais (”Aleluia! Glórias a ti, Senhor!, etc”). Não creio que eles, que gritam sem cessar tais expressões, consideram isto como “vã repetição”. Outro exemplo de repetição de uma oração está no
Salmo 136. Leia e conte quantas vezes aparece o verso “porque o seu amor é para sempre”.
O que desagrada a Deus não é a repetição da oração, mas como ela é feita.


Milagre do Rosário em Hiroshima, no dia 6 de Agosto de 1945

Durante a II Guerra Mundial duas cidades japonesas foram destruídas por bombas atómicas: Hiroshima e Nagasaki.
Em Hiroshima, como resultado da explosão, todas as casas que se situavam num raio de cerca de dois quilómetros e meio do epicentro foram destruídas. Quem se encontrava dentro, ficou soterrado nas ruínas. Os que estavam no exterior ficaram queimados. A igreja, situada junto da casa dos jesuítas, ficou destruída, mas a sua residência manteve-se intacta e os membros da pequena comunidade jesuíta sobreviveram. Não sofreram os efeitos posteriores da radiação, nem a perda do ouvido, nem qualquer outra doença ou efeito nocivo gerado pela bomba.

O Padre Schiffer era um dos jesuítas presentes em Hiroshima nesta data. Tinha 30 anos quando a bomba explodiu nessa cidade e viveu outros 33 anos mais de perfeita saúde. Contou esta sua experiência vivida em Hiroshima durante o Congresso Eucarístico realizado em Filadélfia (E.U.A) em 1976. Nessa altura, os oito membros da comunidade jesuíta ainda estavam vivos.

O Padre Schiffer foi examinado e interrogado por mais de 200 cientistas que foram incapazes de explicar como ele e os seus companheiros haviam sobrevivido.Mas o Padre explicou que havia apenas uma diferença em relação às outras casas: “Rezávamos o terço todos os dias nessa casa”. A explicação estava dada!

Um comentário:

  1. Vamos rezar cada vez mais o rosário de Nossa Senhora,é a oração que ela tanto pede para a conversão das almas pecadoras,e para a paz munial.O rosário é a oração predileta de nossa Senhora. não adianta dizer que não temos tempo,si temos tempo para as novelas,o futebol então temos tempo para rezar o rosário é só deixar a preguiça de lado.

    ResponderExcluir

DEIXE SEU COMENÁRIO OU ESCREVA PARA NÓS PELO E-MAIL:
apostolosdarosamistica@hotmail.com